Semana da Moeda: MANA LISTADO NA NOVADAX

O projeto Decentraland (MANA) começou seu desenvolvimento em meados de 2015, a princípio como prova de conceito em uma aplicação para registro de território sob blockchain. Aogra, a moeda está listado na NovaDAX e você pode negociá-la com BRT e USDT na nossa plataforma!

Leia o artigo para saber mais!

 

O que é o Decentraland (MANA)?

De primeira vista, o projeto aparenta ser algo similar ao Minercraft com uma integração a rede Ethereum, no entanto o protocolo Decentraland é muito mais que apenas um jogo construído sob uma rede distribuída. Apesar de passar essa aparência de ser um jogo sob blockchain, ou algo similar as famosas franquias de The Sims e Second Life, cujo o foco é simulação, o projeto Decentraland é muito mais completo que todos os citados.

De fato, o projeto é uma plataforma de realidade virtual construída sob a rede Ethereum, no entanto o time responsável trouxe melhorias a aplicação. Você consegue criar objetos, modelar construções e pensar jornadas para gameficação com o Decentraland. Mas também é possível monetizar toda sua criatividade. O protocolo é uma plataforma amigável para se trabalhar com projetos de NFT (non-fungible token – “token não fungível”).

Para criar qualquer coisa na rede Decentraland é necessário seguir as regras e ter posse, o que se classifica como “terra” dentro da plataforma é um espaço não fungível que está programado em contrato inteligente na rede Ethereum. Logo, é possível fazer transferência desse ativo, bem como negociar nos mais diversos ambientes compatíveis.

A economia gira em torno do token MANA, este por sua vez possui escassez e é utilizado para a aquisição de objetos e recursos no metaverso (o termo faz referência ao conceito utilizado nos romances cyberpunks). O consenso dentro desse metaverso é orquestrado de maneira distribuída, logo as regras de boa conduta são invioláveis graças as implementações baseadas em blockchain.

O projeto tem seu planejamento de novas funcionalidades dividido em eras (era do bronze, era do ferro e assim por diante), onde atualmente o processo de ovas implementações já chegou na “era do ferro”, onde o token ERC-20 MANA já está estruturado dentro de um mercado de troca próprio do protocolo onde é possível adquirir o ativo LAND para usufruir de todos benefícios.

 

Quais as vantagens do Decentraland (MANA)?

A estrutura do projeto foi pensada para que ao longo do tempo seja possível integrar outras tecnologias similares para apoio a rede. O procolo já nasceu com boa parte da estrutura de armazenamento e comunicação baseados em projetos como BitTorrent e o Kademlia. Da forma que está concebido, é possível construir aplicações dentro da rede Decentraland para atender alguma demanda de comunicação instantânea de forma altamente segura (como o antigo GNU Ring, que leva o conceito de DHT, assim como o mais recente Status.im que se inspirou em tecnologia similar), protocolo de microtransações ágil e também um sistema de persistência, já que é possível semear dados de forma similar ao torrent.

 

Como a rede Decentraland (MANA) é protegida?

O token MANA é baseado na estrutura ERC-20 e ERC-721, logo o consenso seguido é o da rede Ethereum.

Vale destaque que para manter o protocolo Decentraland protegido de sybil attack e centralização, os tokens MANA possuem emissão máxima travada e passam pelo processo de burn (queima) quando existe um gasto desse ativo na rede. O projeto também possui uma DAO para gerir as demandas.

 

Quem são os fundadores do projeto Decentraland (MANA)?

Assinam o whitepaper Esteban Ordano e Ariel Meilich. Juntamente com Yemel Jardi e Manuel Araoz (pioneiro em projetos de registros na rede Bitcoin). Atualmente o projeto conta com o fomento da Decentraland Foundation.

Compartilhe

Leia mais