dao

DAO: entenda tudo sobre essa inovação tecnológica

Já imaginou uma empresa com um novo modelo de negócios, no qual não há lideranças? Uma nova estrutura de negócios, na qual cada um ganha exatamente como foi acordado? 

Parece um sonho, mas não é. Você já ouviu falar de DAO? A sigla vem do inglês Organização Autônoma Descentralizada. É um tipo de organização no qual o controle é feito totalmente por algoritmos computacionais. Esses algoritmos são mais conhecidos como smart contracts, isto é, contratos inteligentes. 

As DAOs são comunidades, ou seja, pessoas que se reúnem na internet por meio da rede blockchain. A comunidade permite o compartilhamento de recursos financeiros com um objetivo pré-determinado pela DAO.  

Como funciona uma DAO?

Os usuários da comunidade se reúnem e decidem quais metas, detalhes e objetivos da DAO, a partir daí desenvolvem a DAO na rede Ethereum ou em outra blockchain que suporte contratos inteligentes. 

Essas decisões ficam por conta dos usuários, não ficam centralizadas em uma única pessoa, pois o princípio básico da DAO é a descentralização. As decisões ficam a cargo de todos os envolvidos e a rede blockchain possibilita que todas as regras sejam previamente determinadas. Tudo isso por meio dos contratos inteligentes. 

Mas o que são contratos inteligentes?

Os contratos inteligentes são algoritmos que ficam gravados dentro da blockchain. Eles executam transações, programas e outros contratos inteligentes.  

Quando uma DAO é estabelecida, as regras e metas não podem ser modificadas senão por meio de um acordo da comunidade envolvida, por intermédio de um processo de governança. 

O mais interessante desse projeto é que cada comunidade pode adicionar suas regras de governança descentralizada. Qualquer mudança que ocorrer deve ter a decisão de toda a comunidade. Quando algo é mudado, os desenvolvedores se encarregam de implantar a mudança. 

 E como é possível usar uma DAO?

A DAO é uma comunidade na qual recursos financeiros são compartilhados em busca de um objetivo comum. Por exemplo: você quer criar um programa de computador. Para criar esse programa, você vai precisar de um designer, entre outros profissionais. Para construir o projeto, você teria que ter tokens da DAO. Precisaria também construir uma proposta e publicá-la, utilizando os tokens como pagamento. Com a proposta pronta e aceita pelos prestadores de serviços, eles iniciam suas atividades. Essas atividades devem ser entregues por meio dos contratos inteligentes desenvolvidos na rede Ethereum. 

Conforme os prestadores vão realizando suas tarefas, eles vão recebendo os seus tokens automaticamente em sua carteira. Quem garante esse pagamento são justamente os contratos inteligentes. Depois de pronto o programa de computador, é hora de ele ser vendido. Em alguns casos, conforme o projeto, a DAO envia tokens como recompensa pelo sucesso do projeto. 

Mas não é só no trabalho que uma DAO pode ser utilizada, existem muitas outras maneiras. Um exemplo é em um condomínio. Em um condomínio, os inquilinos pagam uma taxa para cobrir as despesas do prédio. O valor arrecadado por meio das taxas vai para a conta do condomínio e de lá o síndico ou a administradora faz todo o pagamento. 

Usando um contrato inteligente, todos os inquilinos poderiam depositar valores baseados no decreto. Esses fundos não estariam nas mãos do síndico ou da administradora do condomínio, mas sim nas mãos de todos e também nas mãos de ninguém ao mesmo tempo. Um contrato inteligente impediria, por exemplo, que alguém usasse esses fundos de forma maliciosa. 

Bem pelo contrário, os contratos inteligentes tornariam a forma mais segura e transparente para todos, pois a cada nova despesa teria que ser gerada uma nova solicitação. Os inquilinos poderiam decidir para onde iriam os recursos e a decisão seria por votação. Qualquer ação em melhoria ou gastos seria administrada democraticamente, além de ser transparente e imutável, com regras preestabelecidas e de conhecimento de todos. 

Existem muitos outros casos nos quais os contratos inteligentes poderiam ser utilizados. Uma DAO pode ser utilizada para investimentos, levantamento de fundos, empréstimos, entre outras coisas. 

Vantagens da DAO

  • Transparência: as ações ficam registradas na blockchain e podem ser vistas por qualquer pessoa. 
  • Organizações sem hierarquia: em uma DAO não existe hierarquia. Pelo contrário, todos que fazem parte dela podem contribuir com ideias e votar. 
  • Rapidez: a criação das organizações são programadas na blockchain. Isso poupa tempo e dinheiro. 

Desvantagens da DAO

  • Complexidade: programar uma DAO não é fácil, tanto que um erro pode levar à perda de muito dinheiro. 
  • Regulamentação: a DAO apresenta problemas referentes a regulamento em muitos países. 
  • Conflitos: por haver muitas pessoas, podem ocorrer conflitos de ideias, logo, as operações podem demorar mais. 

Antes de optar por DAOs é importante analisar o projeto, pois a tecnologia é muito nova e ainda possui muitas falhas. Ao aplicar o seu capital, é necessário cautela, pois essa tecnologia tem potencial de ganhos, porém com alto risco.

Se você quer mais segurança, pode optar pela compra de moedas digitais, a NovaDAX possui na sua lista diversas criptomoedas e tokens. Além do mais, a NovaDAX tem taxa zero para transações em Bitcoin. Acesse nossa plataforma e confira!

Compartilhe

Leia mais