cold wallet

Entenda o que é Cold Wallet e quais são as vantagens

Por serem um ativo digital, encontrar o lugar ideal para armazenar as criptomoedas é um passo importante para o investidor. Nesse caso, existem alguns tipos de carteiras digitais que garantem um certo grau de segurança, entre elas, a Cold Wallet.

Neste local, é possível guardar desde as chaves públicas até as privadas, que permitem o acesso às criptomoedas — Bitcoins e altcoins —, além de validar as transações e guardar as criptomoedas, a sua principal função.

Assim, caso a sua preocupação seja a segurança dos investimentos contra invasões hackers, entenda o que são as Cold Wallets. Leia o conteúdo abaixo e veja as vantagens de contar com essa carteira off-line.

O que é Cold Wallet?

Também conhecida como “carteira fria” em tradução livre para o português, Cold Wallet é um “local” ondeas criptomoedas são armazenadas, porém de maneira off-line, ou seja, sem conexão com nenhuma rede.

Por conta dessa característica, muitos investidores que procuram pela segurança dos investimentos a longo prazo optam por esse tipo de carteira. Afinal, as chances de ataques cibernéticos são mínimas, já que não há conexão à internet.

Cold Wallet x Hot Wallet: qual é a diferença?

Para entender o conceito de Cold Wallet, é importante diferenciá-lo de Hot Wallet Crypto — “carteira quente” em tradução livre.

Com uma definição oposta à carteira fria, Hot Wallet é um sistema de armazenamento de criptomoedas que fica diretamente conectado a uma rede de internet. Dessa forma, o seu funcionamento é mais prático que os modelos off-line.

Porém, quando o tema é segurança, as Cold Wallets têm vantagem. Isso se deve à proteção contra invasão de hackers, já que elas não estão conectadas a outros dispositivos e redes on-line.

Outra distinção entre essas duas carteiras é a acessibilidade. Enquanto as Hot Wallets são gratuitas para todos os investidores, é necessário pagar um valor para poder utilizar as carteiras frias.

Por que escolher esse tipo de armazenamento?

Entre os principais fatores que chamam a atenção dos investidores, a segurança é um destaque da Cold Wallet. Isso porque é possível guardar todas as moedas virtuais em um só lugar, mas de modo que ninguém terá acesso, a menos que queira.

Seja uma carteira fria de Bitcoin (BTC) ou uma de Ethereum (ETH), por exemplo, hospedá-las em um ambiente virtual é um jeito de se precaver de perdas futuras. Isso porque o meio digital é vulnerável a entradas indesejadas.

A Hot Wallet para Bitcoin é uma carteira simples e de fácil acesso, ideal para quem quer investimentos de curto prazo. Porém, quando existe a perspectiva de manter as criptos por um tempo, é um risco deixar as chaves privadas em um servidor.

Afinal, a eficácia dos servidores não é garantida, com chances de falhas ou quedas dos sistemas. Além disso, se o local que estiver hospedando as criptomoedas fechar, elas se perderão para sempre, sem opções de readquiri-las.

Quais são os tipos de Cold Wallet?

Por conta da eficácia desse tipo de carteira, começaram a ser lançados os Cold Wallet Apps, ampliando as oportunidades de armazenamento das criptos. A seguir, listamos alguns dos mais importantes.

Desktop Wallets

Ideal para clientes que prezam pelo fácil acesso, o Desktop Wallet é um tipo de carteira de criptomoedas usado para exportar os arquivos de chaves privadas criptografadas para o off-line. Assim, todos os dados das moedas virtuais são armazenados no computador.

Porém, é importante ter cuidado na gestão das moedas, já que os dados não podem ser restaurados. Em contrapartida, esse é um tipo de Cold Wallet seguro e fácil de utilizar, além de ter uma acessibilidade superior a outros tipos de carteiras.

Paper Wallets

A Paper Wallet ou carteira de papel é uma das formas mais baratas de Cold Wallet disponíveis no mercado. Isso porque ela é impressa com um par de chaves públicas ou privadas.

Muitas vezes, disponibilizada de maneira gratuita, já que somente é preciso imprimi-la, essa carteira pode até ser usada como um cartão de presente. Porém, lembre-se de que é preciso ter uma impressora de confiança para emitir a Paper Wallet.

USB Wallet

Como um modo mais prático, também é possível armazenar as criptomoedas no USB, facilitando a hora de exportar e salvar os pares de chaves privadas de cada moeda.

Mas para garantir a segurança dos dados, é necessário ter um cuidado com quem confia o USB. Isso porque, por ser off-line, esse é o único modo de ter acesso às moedas.

Veja como comprar criptomoedas

Então, qual a melhor Cold Wallet? A resposta depende do perfil do investidor e das vantagens que ele quer ter em mãos ao optar por esse tipo de carteira off-line.

Caso queira entender mais sobre criptomoedas, acesse o nosso blog e confira um passo a passo sobre como comprar moedas virtuais de maneira segura e intuitiva.

Compartilhe

Leia mais