Tokenomics

Tokenomics: saiba o que é e como funciona

A palavra Tokenomics se tornou popular em 2017. Esse termo envolve a combinação das palavras “token” e “economia”, logo essa combinação se refere à ciência da economia de tokens e como é avaliado o seu valor. Assim, qualquer coisa que influencia no valor de uma criptomoeda ou token pode ser denominada tokenomics.  

Mas o que é um token? 

Os tokens são unidades de valor que as organizações ou projetos desenvolvem em cima das redes blockchains já existentes. No mundo cripto, os tokens podem representar um valor, um voto ou uma aposta. 

No mercado, existem vários projetos criptos e a tokenomics veio para que o investidor entenda o valor de cada projeto. Depois de entender o token envolvido no projeto, o investidor pode avaliar o valor dele antes de investir. 

O conceito de tokenomics é dividido em duas partes: 

  • Macrotokenomics: refere-se às qualidades da rede e como elas se relacionam com a economia blockchain mais ampla. Incluem trocas, interações com terceiros ou governança;
  • Microtokenomics: são as características da rede que analisam as mudanças de funções nas diferentes partes da blockchain. 

Principais elementos para a tokenomics 

  • Comunidade: o primeiro objetivo para construir uma economia de token é ter uma comunidade ativa que apoie o projeto. Ter uma comunidade é essencial para que o token cresça, se desenvolva e se torne estável. Por isso, é muito importante que a comunidade seja ouvida e levada em consideração em relação ao token. Existem alguns exemplos de comunidades organizadas, como o The Dao Ethereum. Também existem outros exemplos de comunidades de criptomoedas, como Bitcoin, Dash e Litecoin;
  • Utilidade do token: é muito importante saber qual a utilidade do token. Faça algumas perguntas: Que ação o token executa? Qual a utilidade? Faz parte de um projeto com um propósito? E é um projeto que agrega valor? Essas perguntas determinarão a importância do token; 
  • Funcionalidade do token: pesquise se há um mercado para esse token: Ele pode ser negociado em alguma exchange? Quantos tokens existem? Quantos tokens serão criados? E seu potencial de crescimento? 
  • Distribuição: é necessário que os tokens sejam distribuídos de alguma forma para os usuários. Cada projeto tem um sistema pré-definido de distribuição de tokens. A distribuição visa estimular a economia de tokens, habilitar a rede e fazê-la crescer. Existem diversas maneiras de distribuição. 

A mais utilizada é o processo de mineração. A mineração consiste em recompensar todos aqueles que fornecem o seu computador para proteger, formar e validar as transações dos tokens. 

Também existe outra maneira que são as ofertas iniciais de moedas (OIC) e airdrops, que é a distribuição gratuita de tokens em troca de alguma atividade. O único objetivo desses meios de distribuição é fazer com que o token se torne conhecido, descentralizando o seu poder;

  • Dinâmica econômica: todo projeto tem uma dinâmica para o desenvolvimento dos tokens. Essa dinâmica depende de dois fatores: o fluxo de tokens e a política monetária. Ambas contribuem para o desenvolvimento do token. Portanto, o principal objetivo é construir um sistema sustentável no longo prazo e conseguir manter os seus usuários dentro do sistema. Essa estratégia mostrará se o token se sustentará e o seu desenvolvimento;
  • Valor do token: fatores externos podem afetar o valor do token. A volatilidade dos preços pode ser um problema, já que terceiros podem explorá-lo para obter lucro e isso torna a rede inviável. Portanto, os projetos devem achar um meio de estabilizar o preço dos tokens a fim de incentivar seu uso e adoção, bem como o seu desenvolvimento;
  • Governança: é muito importante ter regras claras para que a rede possa se desenvolver. Podemos citar o exemplo do Bitcoin, no qual a governança é descentralizada. O desenvolvimento se dá graças à intervenção da comunidade que a desenvolve. Outro exemplo é o Ethereum, que também segue a mesma linha. 

Qual a importância do tokenomics para investir em tokens ou criptomoedas?

A característica do tokenomics é a oferta e demanda. As criptomoedas e tokens são construídos na blockchain, isto é, as programações de emissão já são pré-definidas e criadas por algoritmos. O investidor sabe prever quantas moedas serão criadas até uma data. É claro que é possível alterar o cronograma de emissão, mas isso exige a concordância da comunidade. Essa previsibilidade faz com que os ativos deem mais segurança aos investidores. 

Um exemplo é o Bitcoin. Serão produzidos somente 21 milhões, num processo que deve terminar por volta de 2140. É essa escassez do Bitcoin que faz com que as pessoas pensem na criptomoeda como um dinheiro forte como o ouro, que é um bem escasso. 

E se você não quer ficar de fora e também vê o Bitcoin como uma moeda de valor no longo prazo, o conselho que nós damos é: acumule Bitcoins. Você pode negociar Bitcoin da NovaDAX

A plataforma oferece taxa zero para negociações com a moeda. Abra sua conta com a gente e usufrua desse benefício. 

Compartilhe

Leia mais