tokens do metaverso

Conheça os principais tokens do metaverso

Você já deve ter ouvido falar de jogos como Second Life e Fortnite, não é? Esses jogos não são metaverso, mas apresentam muitas semelhanças. Metaverso são projetos promissores, que não existem totalmente, pois ainda estão em desenvolvimento, apresentam um conceito de universo online 3D combinado com diversos ambientes virtuais, com interação via internet. 

O que é metaverso

Por ainda não existirem totalmente, os videogames e jogos são os que oferecem uma experiência mais próxima do que representa o metaverso. O metaverso é um espaço que tem o objetivo de conectar várias plataformas, com o intuito de fornecer uma realidade aumentada, onde cada usuário poderá interagir por meio de um personagem ou avatar. Por exemplo, você pode trabalhar, fazer reuniões, encontrar-se com amigos, comprar terrenos, consumir produtos, tudo no mundo virtual por meio de um avatar. 

Também será possível participar das tomadas de decisões que ocorrem no metaverso, já que esse mundo fará parte de nossas vidas. 

No metaverso, será possível produzir conteúdo, compartilhar experiências, gerar lucros com itens virtuais, como terrenos e jogos por intermédio do metaverso token, e o seu acesso poderá ser realizado por computador, tablets, videogame e celular. 

Qual a ligação entre criptomoedas e metaverso?

Os jogos fornecem essa realidade aumentada, porém não contemplam tudo no mundo virtual para abranger todos os aspectos da vida. Nesse universo online, as criptomoedas poderão ser muito utilizadas como prova digital de propriedade, transferência de valores e ainda fornecer acessibilidade. Isso significa que, se no futuro nossas vidas forem estendidas a ambientes digitais para trabalharmos, socializarmos e comprarmos itens, nós precisaremos de um meio confiável para transferir dinheiro ou itens pelo metaverso. Muitos jogos até já têm soluções para esses recursos, porém as criptomoedas e a blockchain também têm sido muito utilizadas. 

E por que usar a tecnologia blockchain?

Essa tecnologia fornece uma forma transparente e descentralizada, adequada ao metaverso. Com a tecnologia blockchain, será possível: 

  • Propriedade Digital: com a blockchain é possível comprovar a propriedade digital. 
  • Itens colecionáveis digitais: prova que um item é original e único e que não poderá ser copiado.  
  • Valores: com a blockchain é possível transferir valores. Também é possível, no metaverso, ganhar dinheiro e, para isso, é importante ter uma moeda confiável, que pode ser bitcoin ou qualquer outra que a plataforma exigir. 
  • Compatibilidade: a blockchain consegue a compatibilidade entre diferentes plataformas. 
  • Governança: a blockchain consegue implementar a governança no metaverso, isto é, administrar regras para os usuários. 
  • Acessibilidade: qualquer pessoa pode ter uma carteira digital. 

Principais tokens do metaverso

UFO Gaming (UFO) 

Também autointitulado “metaverso dark”, seu objetivo é criar um ecossistema com diversos games. A experiência metaverso promete criar cada jogo como um planeta independente. Poderá ser feita a compra de terras no formato de NFTs que, no futuro, poderão ser usados para construir a infraestrutura dos planetas. Poderão ser criadas galerias de colecionáveis, marketplaces e lojas virtuais. 

E, apesar de estar baseado na tecnologia blockchain do Ethereum, o metaverso token do UFO Gaming é o UFO. Portanto, os usuários precisarão ter algumas unidades desse token para poder interagir na plataforma. 

Radio Caca (RACA) 

O projeto promete um universo 3D no qual os usuários poderão cultivar terras, além de construir experiências em suas propriedades e ainda criar ou participar de diversos jogos. A moeda de aceitação é o RACA. 

Starlink (STARL) 

Essa plataforma promete aos usuários aventuras individuais ou coletivas. No Starlink será possível descobrir estações espaciais, visitar planetas, construir e incrementar naves espaciais, negociar e conquistar ativos digitais sob a forma de NFTs. Os usuários dessa plataforma poderão vender suas criações, comprar itens para customizar avatares, adquirir imóveis virtuais, comprar veículos espaciais e negociar os tesouros encontrados durante as expedições pelo metaverso. O token aceito na plataforma é o STARL. Somente com ele será possível intermediar as transações na plataforma. 

Decentraland (MANA) 

Para entrar na plataforma, é necessário ter duas moedas: a MANA, que é um token de governança no qual o usuário pode participar das decisões do projeto, e o LAND, que identifica as propriedades de cada item nesse mundo virtual. No Decentraland, os usuários podem socializar, comercializar, explorar, construir prédios e terrenos e trabalhar em empresas ou escritórios virtuais.  

DEAPCoin (DEP) 

A plataforma é composta por jogos e mangás no formato NFT, intitulada “PlayMining”, no qual o objetivo é “jogue sua vida”. É um marketplace exclusivo para negociações de NFTs utilizados no “PlayMining”. É possível pagar taxas de transação e explorar recursos de finanças descentralizadas. O token metaverso aceito na plataforma é o DEP. 

The Sandbox (SAND) 

Em novembro, a Adidas anunciou que está desenvolvendo o seu metaverso na plataforma. Inclusive Elon Musk também tem um terreno da Tesla no aplicativo. A plataforma permite ao usuário criar e negociar terrenos e itens, interagir com outros personagens e criar espaços virtuais. O token aceito é o SAND. 

Comece a investir

Se você se interessa por jogos do metaverso, saiba que a NovaDAX já dispõe de alguns tokens para essas plataformas. Acesse nosso site e confira as opções de tokens e das principais moedas digitais, como o bitcoin.

Compartilhe

Leia mais