The Graph (GRT)

O que é The Graph (GRT)?

Projeto lançado em meados de 2018, passou por captação via ICO, onde o token GRT foi emitido.

O lançamento da rede principal (conhecida como mainnet) se deu no ano de 2020 e o protocolo tem como missão ser um provedor de dados com alta disponibilidade, mas focado em aplicações distribuídas.

Basicamente o protocolo The Graph, entrega uma solução similar a dos buscadores de conteúdo na internet (DuckDuckGo, Google, Bing, Startpage e afins) mas a ênfase está em o que se denomina Web 3.0. Esse conceito diz que todo conteúdo da internet estará interconectado e distribuído, uma denominação que é bem similar ao propósito de um blockchain.

Logo, o projeto The Graph tem uma arquitetura que permite desenvolver e monetizar chamadas de APIs (Application Programming Interface – Interface de programação de aplicações) para indexação/disponibilização dos dados de qualquer protocolo e aplicação distribuída.

Por exemplo, diga-se que um desenvolvedor de uma aplicação distribuída na rede IPFS, permita que seja possível acessar algum dado desse serviço mediante pagamento via token. Sua aplicação nada mais é que uma biblioteca com escritos customizados de um determinado assunto. Mas antes de qualquer cliente conseguir checar o que tem de cervo, é necessário fazer uma consulta. Logo o protocolo The Graph consegue apoiar esse escopo, onde o criador dessa biblioteca, pode montar a estrutura de chamadas com base nas especificações do protocolo The Graph, assim ele se torna um indexador ("indexer").

Para manter a indexação dessa estrutura de chamadas (conhecida como "subgraph") é necessário fazer o processo de stake em um node The Graph onde se mantém entesouradas unidades de GRT.

Agora é possível que qualquer consumidor faça essa busca no acervo. Vale ressaltar que este consumidor pode ser um usuário final, bem como outro projeto de aplicação distribuída (dapp).

Quais as vantagens do The Graph (GRT)?

A grande vantagem do protocolo The Graph é sua capacidade de entregar alta disponibilidade, pois sempre haverá incentivo para um indexador ("indexer") manter a disponibilidade de um subgraph assim que outro indexador fique offline. Ao comparar esse modelo com a arquitetura mais comum, onde geralmente o provedor detém toda arquitetura da aplicação, nota-se o diferencial do protocolo.

Para quem desenvolve aplicações, é uma forma bem ágil de se monetizar sua aplicação e mesmo não sendo um agente que realizará a indexação qualquer pessoa consegue fomentar a rede ao delegar poder de stake para o indexador e assim ter uma remuneração por essa tarefa.

  • the-graph
    The Graph
    R$0.879-3.63% 24H
  • As criptomoedas mais conceituadas do mercado em um só lugar.

    Para começar a investir, é importante saber quais são os principais tipos de criptomoedas do mercado de modo a diferenciar e conhecer as especificidades de cada uma. Veja!

    Como comprar e vender The Graph na NovaDAX

    Após se cadastrar na NovaDAX, é possível começar a comprar e vender The Graph de uma maneira rápida e fácil!

    Ao definir o valor em fiat ou ainda em outra criptomoeda para depositar, como Ethereum (ETH), Ripple (XRP) e Stellar (XLM), o próximo passo é acessar a sua conta por meio do ícone da carteira no menu principal, na qual você vai encontrar as opções para depositar e sacar todas as moedas.

    Siga o passo a passo e fique atento ao criar a ordem de depósito. Para informações sobre prazos de aprovação, ACESSE AQUI .

    Acesse a opção NEGOCIAÇÃO no menu principal para transações de The Graph com fiat (Comprar e Vender) ou Negociações cripto-cripto.

    Cotação do The Graph (GRT)

    Veja o gráfico de Cotação do The Graph (GRT) e outras criptomoedas